segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Datas festivas deveriam ser motivos para trégua

Durante a Primeira Guerra Mundial (1914), alemães, franceses e ingleses se juntaram em coro para cantar "Noite Feliz" e jogar uma partidinha de futebol (leia mais sobre isso aqui). Mas, no natal de 2008, a humanidade dá uma lição de retrocesso: peguem os jornais e vejam o que está acontecendo em Israel. Acho absolutamente lamentável que certas coisas não sejam resolvidas... e, pelo jeito, nunca serão. É assim que cuidamos do mundo?

Um comentário:

Graça disse...

O interessante é que na Idade Média a Igreja proibia determinantemente conflitos nos períodos santificados. Chamava-se na época "a trégua de Deus" e era rigorosamente obedecida.